14 de junho de 2017

Da saudade...

17 anos de saudade...
17 anos de uma saudade que dói... 
17 anos de uma saudade que continua a existir.
Passam hoje 17 anos desde o dia mais triste da minha vida. 
Depois deste dia já perdi algumas pessoas, de quem gostava mesmo muito, mas nenhuma me doeu como tu. 
Nesse dia conheci o sofrimento atroz de perder alguém que amamos acima de tudo. 
Desde esse dia que um bocadinho de mim morreu. 
Fazes-me tanta falta 17 anos depois.
Continuo a ter a tua fotografia na minha mesa de cabeceira, como já tinha na altura. 
Sabes Avó Tina, tenho muitas saudades tuas! 
Gostava tanto que tivesses conhecido a Maria. 
Ias gostar muito dela. É "arisca" como a mãe e tem uma simpatia e sorriso contagiantes.
Um beijinho enorme e olha por nós! 


2 comentários:

  1. Um abracinho virtual minha querida

    ResponderEliminar
  2. Um abraço. Eu perdi a minha avó a 15 de Junho (há 12 anos) e as saudades perduram.

    ResponderEliminar